12/02/2010
Rastreando as bases da Genealogia do Jersey

O Canadá e os Estados Unidos foram importadores prolíficos de gado da Ilha de Jersey, desde o século XIX até alguns anos após a 2ª Guerra Mundial. Muitos dos animais superiores, que encontraram uma vida nova nas pastagens do outro lado do Atlântico, foram fundamentais para o desenvolvimento da raça Jersey no mundo.

O Jersey Norte-Americano teve uma influência enorme em âmbito internacional, aumentando consideravelmente a produção de leite e mudando a habilidade da raça em se adaptar ao ambiente e às condições de manejo atuais. É interessante rever a história de alguns animais basilares, especialmente nos últimos 50 anos, para sabermos como a vaca Jersey foi moldada para o tipo que conhecemos atualmente (para mais detalhes consulte o arquivo “Genealogia Jersey” abaixo e as galerias das fotos de touros e vacas, neste site).

O Grande Trio

Nas últimas 5 décadas, os três touros que tiveram mais influência na raça Jersey, nos Estados Unidos, foram os irmãos paternos Observer Chocolate Soldier e S.S Quicksilver of Fallneva, juntamente com outro raçador importante: Milestones Generator.  “Chocolate Soldier” e “Quicksilver” são filhos do touro Secret Signal Observer e a análise de sua criação provê algumas observações importantes.

No início da década de 40, o jovem casal Chester e Mary Ellif (Victory Jersey Farm – Texas), juntamente com dois outros criadores, compraram um rebanho que incluía 8 filhas de um touro chamado Welcome Volunteer – e os Ellifs também compraram o próprio touro. Em pouco tempo, este animal se tornou o melhor touro testado na história (naquele tempo), com uma filha atingindo a média de 700 libras (318 Kg) de gordura.

Em 1946, Welcome Volunteer foi vendido pela Victory Jersey Farm para a High Lawn Farm (em Massachusetts), a qual tem sido descrita como “o berço do Jersey” nos Estados Unidos. Chester Ellif e dois colegas embarcaram o touro e uma de suas filhas – Welcome Lady Jean, campeã americana de produção de leite na categoria 1 Ano Parida – para esta jornada de mais de 3.000 quilômetros. Durante a viagem a vaca pariu uma fêmea, que seria chamada de Observer Signal Lady Jean e que iria ser reconhecida, posteriormente, como sendo uma vaca excepcional. Ela foi acasalada com o mais bem sucedido filho de Welcome Volunteer (Welcome High Lawn Torono) e produziu um touro chamado Secret Signal Observer. Foi a partir deste touro, através dos seus filhos (Chocolate Soldier e Quicksilver), que a raça Jersey mudou.

Em High Lawn, Secret Signal Observer foi acasalado com a vaca Chocolate Tristam May – uma neta paterna de Welcome Volunteer, proveniente de uma família de vacas muito produtivas. Este acasalamento produziu Observer Chocolate Soldier, nascido em 1962.

Dois anos antes, no Estado de Nevada, outra vaca muito produtiva e com um percentual de gordura no leite que alcançava quase 7,0% – Cecil Rex Quartz of Willrich – pariu outro filho de Secret Signal Observer, chamado S.S. Quicksilver of Fallneva.

 “Chocolate Soldier” e “Quicksilver” eram destinados a se tornar touros muito bem sucedidos e influentes e, através deles, sua avó paterna – Observer Signal Lady Jean – se tornou o animal que atualmente aparece no pedigree de todos os touros da lista de TOP 100 e todas as vacas da lista TOP 200 (por TPI), nos Estados Unidos.

O terceiro membro do “Grande Trio” foi Milestones Generator e ele trouxe um background totalmente diferente para essa equação. “Generator” foi criado pela Mayfields Farm (em Tennessee) e era filho do touro campeão do concurso Great Bull em 1972 – Marlu Milestone – e da vaca campeã do Derby Americano de Leite em 1963 – Beacon Bas Little Lady. Esta por sua vez, filha do touro canadense M F Lindale Beacon Bas.

Milestones Generator foi comprado, ainda jovem, pela Cedarcrest Farm (no Alabama), onde abriu novos horizontes para a produção de leite com tipo, naquele grande estabelecimento. Sua superioridade foi logo notada e ele foi vendido, mais tarde, para uma central de IA, através da qual sua influencia se tornou profunda no Jersey americano e canadense, se entendendo eventualmente para todo o mundo.

Destes três touros – “Chocolate Soldier”, “Quicksilver” e “Generator” – todos nascidos nos anos 60, vieram virtualmente todos os grandes touros Jersey americanos que nós conhecemos hoje em dia. 

Chocolate Soldier

Entre os filhos de “Chocolate Soldier”, destacam-se: A-Nine Top Brass, Briarcliff Brave Soldier e Briarcliff Soldier Boy. “Top Brass” é filho de uma das melhores filhas de “Generator” – Generators Faustine of Ogston – fundindo assim o sangue de dois dos grandes touros. “Top Brass” se tornou conhecido internacionalmente como um touro muito prolífico, tendo filhas com ótimas úberes e vários filhos consagrados, incluindo: Bush River Brigadier, Molly Brook Brass Major e Top Brass Babes Lad. 

A influência maior de Briarcliff Brave Soldier veio através de seu filho Yankee FW Chief, o pai da grande Greenridge FW Chief Althea. Althea teve milhares de netas nos Estados Unidos, através de seus filhos, com destaque para: “Alf”, “Dunker”, “Select” e “Pitino”. Atualmente, há um tataraneto seu sendo vendido com sucesso: Forest Glen Avery Action. 

Briarcliff Soldier Boy foi o pai do touro Soldierboy Boomer Sooner of CJF, um dos dois touros mais influentes dos últimos 20 anos (mais adiante falaremos mais sobre este touro).

Quicksilver

Os dois filhos de “Quicksilver” que influenciaram a raça nos Estados Unidos foram Quicksilver Magic of Ogston e J S Quicksilver Royal. Este último foi usado intensivamente no Reino Unido e é pai de Comfort Royal Alf (combinando “Chocolate Soldier” e “Quicksilver”).

Entratanto, a sua maior influência se deu através do grande Quicksilver Magic of Ogston, nada menos que o pai de Highland Magic Duncan. Salienta-se que a mãe de Duncan é filha de “Generator” e sua avó é filha de “Chocolate Soldier”. Ou seja, os três grandes touros embalados em um só pacote!

“Duncan” nasceu em 1980 e foi criado pela Highland Farms (em Maine). Aos sete meses de idade, 75% do touro foi vendido para Ahlem Enterprises (na Califórnia), um membro do grupo Jerseyland Sires. A família Ahlem usou “Duncan” por dois anos no seu rebanho e, durante este tempo, seu sêmen foi coletado e usado nos rebanhos do grupo. Em maio de 1985, a Select Sires adquiriu “Duncan”. Naquela época, o touro já tinha sido provado com apenas 12 filhas em 8 rebanhos. Um ano depois, ele era líder para todas as características de produção e escore final – uma posição que ele sustentou por doze anos. Infelizmente, o sêmen de “Duncan” teve problemas para exportação, porque durante um exame de rotina, ele se mostrou positivo para a bactéria causadora da Doença de Johne. Mas, ele deixou uma influência duradoura através de seus filhos e netos.

Alguns dos filhos mais importantes deste touro incluem: Lester (cuja avó era filha de “Chocolate Soldier”); Hermitage (cuja mãe era neta de “Generator”); Trader (cuja mãe era filha de “Top Brass”); Dexter (cuja mãe era filha de “Yankee Chief” e neta de “Soldier Boy”); Malcolm (cuja mãe era filha de “Soldier Boy”) e Barber (cuja mãe era filha de “Yankee Chief” e a avó de “Quicksilver Magic of Ogston”). 

Generator

A influência de Milestones Genetor veio especialmente através de seus netos, como: “Top Brass”, “Quicksilvers Magic of Ogston” e “Duncan”, todavia um de seus filhos mais proeminentes foi Generator HL Earl (pai de Bold Venture, um touro de muita produção nos Estados Unidos). De Generator HL Earl veio o próximo grande elo da raça – “Sooner”.

A Biltmore Farms (em Asheville – North Caroline) organizou uma venda em 1982 (Lifetime Opportunity Sale). Este rebanho muito antigo tinha mais de 700 cabeças, representando 20 gerações de vacas muito bem criadas, desde que eles começaram em 1891. Biltmore era o maior estabelecimento de Gado Jersey na época e, de forma efetiva, participou no desenvolvimento de grandes touros da raça.  Funcionários do American Jersey Cattle Club, chegaram em Biltmore uma semana antes da venda, para trabalhar nos preparativos finais, quando se surpreenderam com uma jovem fêmea chamada Biltmore Earl Bee. Ela era uma filha de Generator HL Earl e uma descendente materna direta da Grande Campeã Nacional de 1951 e 1952 – Biltmore Signal Bess Jane. “Earl Bee” tinha um desvio de +9.000 libras de leite sobre suas colegas de rebanho!

Ellis e Lena Woods (da Community Jersey Farm) foram à venda e pagaram o elevado preço de U$ 5.600,00 para levar a vaca para casa (em Oklahoma). Ela havia sido servida pelo touro Briarcliff Soldier Boy e carregava um bezerro no ventre. Em fevereiro de 1983, “Earl Bee” pariu seu bezerro, um touro chamado Soldierboy Boomer Sooner of CJF.

“Sooner” tinha apenas quatro meses de idade quando a Select Sires o comprou dos Woods, pela quantia de U$ 5.000,00. Este foi um preço bem elevado para um touro Jersey, naquela época, mas quando saiu a sua prova em janeiro de 1988, ele teve uma entrada espetacular nos catálogos de touros de IA, sustentando a 3ª colocação na produção de leite. Na lista de julho de 1988, ele tinha se mudado para a 1ª colocação e se manteve nesta posição pelos próximos dois anos. Posteriormente, ele caiu um pouco, todavia em 1992 sua segunda safra de filhas o reconduziu ao topo novamente.

 “Sooner” foi bastante usado nas filhas de “Duncan” com um sucesso espetacular, produzindo algumas vacas consagradas na raça, com tipo e leite. “Sooner” viveu perto de 12 anos, vindo a morrer em maio de 1994. Durante sua vida, quase 300.000 doses de sêmen foram vendidas e ele se tornou conhecido como o touro que deixou o grande legado de produção para a raça. Porém, da mesma forma como aconteceu com “Duncan”, seu sêmen teve problemas para exportação, devido a questões sanitárias.

Touros Atuais

De “Sooner” e “Duncan” nós chegamos aos touros Jersey americanos atuais, muitos dos quais são uma combinação destes dois grandes raçadores.

O touro que seguiu “Sooner” como elite da raça foi: Highland Duncan Lester. Como o seu nome denota, ele foi criado pela Highland Farms (em Maine) e era filho de “Duncan”. Sua avó materna era uma filha de “Chocolate Soldier”. A diferença entre “Lester” e touros como “Duncan” e “Sooner” é que o seu sêmen foi disponibilizado prontamente em todo o mundo e ele tem uma vasta progênie, especialmente porque esteve no topo da lista dos touros Jersey em vários países.

Um dos grandes filhos de “Lester” foi Lester Sambo, cuja mãe era “Sooner” e a avó – a consagrada Duncan Belle – era “Duncan” (sua terceira avó era também filha de “Chocolate Soldier”). Sambo tem sido um dos touros mais usados no mundo todo e é o touro com maior classificação de tipo da raça. Outro importante filho de “Lester” foi Bancrest Lester Avery, cuja mãe era uma filha de Quicksilver Royal.

Recentemente, um dos touros com maior influência nos Estados Unidos tem sido Mason Boomer Sooner Berretta. Em julho de 1993, ele dominava a lista dos touros Jersey, mantendo-se no topo por alguns anos – hoje seus filhos são fortes competidores pelas primeiras posições. “Berretta” era filho de “Sooner” em uma vaca de alta produção que trouxe uma quantidade considerável de linhagens abertas, apesar de dois dos seus antepassados serem “Chocolate Soldier” e “Quicksilver”. Se você for aos Estados Unidos hoje em dia, você verá grandes filhas de “Berretta” em praticamente todos os rebanhos que visitar – elas se sobressaem pela sua largura e altura de úbere posterior e pelo bom posicionamento de tetos, além de altas produções. 

Novamente, “Berretta” teve problemas no mercado internacional, por causa de seus testes sanitários, e isto levanta uma observação importante. Na Europa e em outras partes do mundo, por causa da existência de regulações sanitárias, os criadores de Jersey tiveram negado o uso de uma série de touros fantásticos, começando com a trinca de touros dos anos 60, mais “Duncan”, “Sooner” e “Berretta”.

A Conexão Canadense

Indubitavelmente, o rebanho que teve a maior influência no Jersey Canadense, e em nível menor no Jersey Americano, foi o Brampton Herd de B. H. Bull e filhos, em Brampton, Ontário. Virtualmente todo animal no Canadá hoje em dia tem um parte de seus ancestrais em Brampton.

A família de Bull importou mais de 2.500 cabeças da Ilha de Jersey, começando em 1910, trazendo uma média anual de 100 cabeças. Muitos touros líderes foram importados e as duas vacas que são a base sobre qual o rebanho canadense teve origem: Brampton Basilua e Jesters Royal Maid, ambas importadas nas barrigas de suas mães em 1929 e 1931, respectivamente.

Jesters Royal Maid foi eleita campeã do American Great Cow Contest em 1950 – ela era uma excelente produtora, mas sua influência perpassou sua progênie com oito de dez de seus descendentes sendo classificados “Excelente” incluindo cinco filhos “Touros Excelentes Superiores”.

Brampton Basilua ficou em segundo lugar no Great Cow Contest de 1950, mas analisando-se hoje em dia, vê-se que ela teve uma influência maior na raça do que sua colega de estábulo. Em julho de 1929, ela foi vendida em um Leilão de genética da Ilha  para um rebanho não provado. Seu comprador, no entanto, achou que não conseguiria levar a carga completa para casa e deixou “Basilua” em Brampton. Que golpe de sorte para a raça no mundo! Brampton Basilua foi utilizada muito em cruzamentos consangüíneos (mais do que Jesters Royal Maid), uma vez que ela era tataraneta de Jersey Volunteer.

Brampton Basilua foi a Campeã Mundial de produção de gordura por 19 anos e é interessante notar que seu impacto genético na raça veio através de seus únicos dois descendentes que chegaram à maturidade: seu filho Brampton Basileus e sua filha Brampton Lady Basilua, dos quais inúmeras linhagens foram construídas.

No Canadá, como nos Estados Unidos, poucos touros tiveram um grande impacto na raça. Mais recentemente, Marlu Masterpiece – um irmão paterno de Marlu Milestone em uma filha de Wonderful Advancer – e Lindale Merit – um filho, um filho de “Milestone” em uma filha de Lindale Beacon Bas – foram dois touros populares dos anos 60 e 70 e eles deram o ritmo para uma longa linhagem de touros com cruzamentos similares.

Beauty Doris Master, nascido em 1965, foi comprado pela Canadian Cooperative Sire Proving Programme da Mayfields Farms (no Tennessee). Ele era filho de Beautys Master Advancer – filho de Advancer Sleeping Jester, um touro renomado para tipo e de uma filha de Marlu Milestone, cuja mãe era Lindale Beacon Bas. Este jovem touro combinava as linhagens mais usadas no Canadá e se tornou um raçador muito popular através do país. Suas filhas, que eram caracterizadas por terem ótimas úberes, se tornaram mães de touros usados mais tarde.

Outra compra importante da Cooperativa Canadense foi feita na J. Fred Davis Farm (no Texas): JFD Title, um jovem touro com o mesmo cruzamento de “Doris Master" – neto de Advancer Sleeping Jester e Marlu Milestone. “Title” era filho de uma vaca All American Grand Champion, Beacon Bas Patience, e ela por sua vez era filha de Lendale Beacon Bas – novamente unindo linhagens fracas em uma linhagem paterna forte, com grande ênfase em estilo e tipo. JFD Title padreou muitas vacas de leite com muito tamanho e equilíbrio, além de boas úberes e força nas pernas e pés.

Outro jovem touro de criação canadense, provado na mesma época do que “Title”, que realmente influenciou o Jersey neste país rumo a uma maior produção, foi Meadow Lawn Bright Spot (um filho de Milestones Generator, o qual havia feito um trabalho similar nos Estados Unidos, vários anos antes). “Bright Spot” vinha de uma linhagem de vacas baseadas fortemente em linhagens Marlu e Brampton.

O terceiro touro importante da era dos anos 70 e 80 no Canadá foi Jodys Imperial Surville. “Jody” foi também criado pela Mayfield Farms no Tennessee e carregava o sangue de Advancer Sleeping Jester, Marlu Milestone e Lindale Beacon Bas. Seu pai era um touro que ainda não mencionamos, mas um que teve um bom nível de influência no continente Americano, Vancluse Sleeping Surville. Como seu nome sugere, ele era filho de Advancer Sleeping Jester e sua mãe era uma vaca importada (na barriga da mãe) da Ilha Jersey, Surville Roseland Sarita, uma vaca adorável e rica em linhagens de sangue da Ilha.

Jodys Imperial Surville também teve uma influência positiva na raça, com filhas que eram mais altas, com características de conformação impressionantes e, ainda, aumentando a produção de leite.

Desses três touros dos anos 70, “Title”, “Bright Spot” e “Jody”, provem praticamente todo o Jersey canadense da atualidade. Por exemplo, Meadow Lawn J Imperial era filho de “Jody” na mesma mãe de “Bright Spot” e Valleystream JIS Juno era também filho de “Jody” em uma vaca “Tittle”, sua avó era filha de “Silver Beacon” (filho de “Quicksilver”) e sua quarta mãe era filha de Beauty Doris Master. Há inúmeros touros conectando estas linhagens, tais como: Galaxy e Saturn, para nomear apenas dois.

Além destes, outro touro influente no Canadá foi o renomado “Quicksilver”. Ele era o avô paterno de Shamrock Grove Gemini (através de Stardust Gemini). Por outro lado, “Grove” era neto (materno) de Beauty Doris Master, cuja mãe era filha de Lindale Merit. Shamrock Grove Gemini foi o pai do touro Hollylane Renaissance, cuja mãe, a famosa Franken Monarch Rosel era neta (paterna) de Beauty Doris Master, sua mãe era filha de “Jody” e sua avó de “Bright Spot”.

“Quicksilver” foi, ainda, o pai do touro que se manteve, por vários anos, no topo para produção no Canadá: Valleystream Silver Beacon. Sua avó era também uma filha de “Doris Master”. Outro touro da Valleystream, muito bem sucedido, “Silver Jay” era também filho de “Quicksilver” em uma vaca filha de “Doris Master”.

Recentemente, Curtsey Duncan Jude, tem sido usado intensivamente. Ele trás um cruzamento um pouco diferente, através de seu pai Highland Magic Duncan, mas sua mãe é uma vaca All-Canadian que tem “Title” e “Silver Beacon” em seu pedigree. Há ainda outro touro de sucesso atualmente, SHF Centurion Sultan, cuja mãe era uma excelente filha de “Jude”.

É interessante notar que enquanto, no passado, o sangue de “Quicksilver” e “Generator” foi bastante usado no Canadá, “Chocolate Soldier” teve relativamente muito pouca influência...até os dias atuais.

A base do pedigree do Jersey da América do Norte demonstra a força da criação através de grandes touros e boas famílias de vacas. Nos Estados Unidos, o caminho foi direcionado para alta produção com tipo funcional e ênfase em características de sanidade, enquanto no Canadá, estilo e tipo sempre foram uma característica-meta. Claro que há criadores em ambos os países que seguem suas próprias idéias e isto deve permanecer por muito tempo, mesmo porque é vital que linhagens alternativas possam ser introduzidas para se balancear os planos de criação.

Este delineamento da criação de gado na América do Norte não inclui, por razões óbvias, todos os touros e vacas que influenciaram a raça. Buscou-se ressaltar aqueles animais que tiverem um impacto profundo, apesar de reconhecer que muitos animais Jersey tiveram sua contribuição!




Fonte: Dereck I Frigot



Página Inicial | Mais Artigos


Fazenda: Rod. Loanda ao Trevo de Nova Londrina, Km 4,5 / Loanda - PR
Correspondência: Caixa Postal 73 / CEP: 87.900-000 / Loanda - PR
Fone: 044 9149-5453 (Vivo) ou 044 8864-0273 (Claro)
Email: marcelo@fazendaipiranga.com.br / MSN: ipiranga01@hotmail.com